Notícias

Voltar

Conheça as diferenças entre o teste do pezinho comum e o teste ampliado

A triagem neonatal como também é chamado é o exame para recém-nascidos mais conhecido do país e sua importância consiste na detecção precoce de doenças que podem comprometer o desenvolvimento físico e intelectual das crianças.

25/03/2011 11:09:03

No Brasil, há uma lei que obriga os hospitais e maternidades a realizarem o teste do pezinho. A triagem neonatal como também é chamado é o exame para recém-nascidos mais conhecido do país e sua importância consiste na detecção precoce de doenças que podem comprometer o desenvolvimento físico e intelectual das crianças.

De acordo com o Dr. Erasmo Oliveira, diretor do laboratório da Med Imagem, atualmente, o local realiza um exame mais completo chamado teste do pezinho ampliado, que pode detectar mais de 30 enfermidades.


O teste convencional ajuda a reconhecer apenas quatro doenças, que são a fenilcetonúria, o hipotireodismo congênito, as hemoglobinopatias e a fibrose cística, que podem causar graves danos à saúde do bebê, se não tratadas.

O teste do pezinho ampliado detecta, além das doenças do teste comum, enfermidades como a hiperplasia adrenal congênita, a galactosemia, a toxoplasmose congênita, a deficiência da biotinidase, entre outras.

Dr. Erasmo esclarece ainda que o Laboratório da Med Imagem também realiza o teste do pezinho master, que inclui os exames de Citomegalovírus Anticorpos IgM, Glicose  6 Fosfato Desidrogenase G6PD, Rubéola Anticorpos  IgM, FTA-ABS  Anticorpos IgM e Chagas Anticorpos IgM.

Sobre qual o teste mais adequado a fazer, Dr. Erasmo Oliveira orienta uma conversa com o pediatra.  ?O médico é quem decide qual dos testes deve ser realizado. Ele vai levar em conta o histórico familiar da criança, a gestação e a maior ou menor incidência de certas doenças na região em que se vive?, informa.

Saiba mais sobre as doenças detectadas no Teste do Pezinho Ampliado:

FENILCETONÚRIA (PKU)
Doença genética que decorre da deficiência ou ausência da enzima que atua sobre a fenilanina, causando o acúmulo deste aminoácido no sangue. A doença pode acarretar grave retardamento mental nos indivíduos portadores.

AMINOÁCIDOPATIAS
Doença na qual o organismo não consegue digerir um aminoácido específico. O tratamento consiste em dietas específicas para cada tipo de aminoácido.

HIPOTIROIDISMO CONGÊNITO
Doença causada pela produção deficiente dos hormônios da tireóide. Neste caso podem ocorrer deficiências físicas e mentais em graus variados.

FIBROSE CÍSTICA
Doença genética que causa problemas de absorção nos recém-nascidos e nas crianças. A doença é responsável por anormalidades na secreção de muco, disfunção pancreática, problemas hepáticos e outras disfunções.

GALACTOSEMIA
Doença hereditária causada por uma deficiência no metabolismo da galactose (açúcar presente no leite e seus derivados). Os indivíduos portadores da doença possuem níveis elevados de galactose no sangue, o que pode acarretar vômitos, diarréia, dilatação do fígado, icterícia e em alguns casos retardamento mental.

TOXOPLASMOSE CONGÊNITA
Nos indivíduos imunologicamente imaturos (como o recém-nascido) o protozoário Toxoplasma gondii  pode atacar vários órgãos e tecidos, causando as formas graves de toxoplasmose e originando problemas meningoencefálicos, hepáticos, renais e oculares.

A.S.
25/03/2011

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Nossos Programas