Notícias

Voltar

Conheça as 5 principais causas de cãibras e como evitar o problema

Quase todo mundo já sofreu com as cãibras musculares durante ou após uma sessão de exercícios intensos ou prolongados.

11/04/2019 08:54:00
Alimentação adequada e alongamento podem prevenir cãibras.Foto: Freepik

As cãibras musculares são contrações súbitas ou espasmos involuntários, que ocorrem durante ou após uma atividade física intensa, habitualmente nos músculos específicos exercitados. Essas contrações são frequentemente intensas e dolorosas. Os músculos comumente afetados incluem a panturrilha, o posterior de coxa e o quadríceps, mas essas cãibras podem acontecer em qualquer músculo do seu corpo.

A dor intensa de uma cãibra pode acordá-lo durante a noite ou dificultar a caminhada, por exemplo. O sintoma mais comum da cãibra é uma dor intensa e aguda, com duração de alguns segundos a 15 minutos. No entanto, em alguns casos, um nódulo protuberante de tecido muscular sob a pele também pode acompanhar uma cãibra.

O que causa cãibras musculares?

As cãibras musculares têm várias causas. De acordo com uma pesquisa realizada pela Universidade de Cape Town (África do Sul), há algumas teorias, como a metabólica, a da desidratação, eletrolítica, ambiental e neurológica. Abaixo coloco algumas causas.

– Cãibras induzidas pelo calor 

A temperatura central tende a se manter dentro da variação normal. Um desequilíbrio no nível dos líquidos corporais e nas concentrações eletrolíticas desencadeia esse tipo de cãibra, sendo que o indivíduo costuma ter alta taxa de transpiração e/ou altas concentrações de sódio no suor. As cãibras induzidas pelo calor não ocorrem necessariamente com uma elevação de temperatura corporal. Se detectada essa causa, é necessário proporcionar uma oferta de água com sódio e eletrólitos e aumentar a ingestão diária de sal nos dias de estresse térmico.

A transpiração excessiva desencadeia na perda de eletrólitos durante a exposição prolongada ao calor. Se esses minerais não forem repostos, podem ocorrer dores e espasmos musculares, de forma mais comum no abdome e extremidades. Por isso, é essencial a ingestão de água e aumento da ingestão de sódio em dias que precedem o estresse térmico, ou seja, exposição extrema ao calor com exercícios intensos e exaustivos.

– Desidratação e depleção de eletrólitos/desequilíbrio eletrolítico 

A desidratação por meio da perda excessiva ou desequilíbrio de fluidos no corpo e precariedade na hidratação pode levar a cãibras. O desequilíbrio eletrolítico, por níveis muito baixos de cálcio, potássio, sódio e magnésio; pode levar a quadros de cãibras frequentes.

– Controle neuromuscular alterado

Essa teoria propõe que a fadiga muscular induzida pelo exercício provoca aumento da atividade do fuso muscular e diminuição da atividade do órgão tendinoso de Golgi. A função anormal desse órgão, um sensor muscular, acarreta no aumento dos disparos dos motoneurônios localizados na medula espinal e, consequentemente, gera contrações musculares involuntárias; sendo que uma atividade reflexa anormal atue como fator decisivo na promoção das cãibras musculares induzidas pelo exercício.

– Problemas circulatórios

Um baixo suprimento de sangue para membros inferiores pode causar cãibras nessas áreas quando você se exercita, caminha ou participa de atividades físicas. Nos mais idosos, o estreitamento das artérias que irrigam os membros inferiores, causado por placas de aterosclerose, pode provocar câimbras.

– Condições médicas associadas a cãibras 

Algumas condições médicas podem causar cãibras musculares, sendo que essas condições incluem a artrose, que leva à perda da elasticidade dos discos que ficam entre as vértebras da coluna lombar, podendo comprimir o nervo e causar cãibras musculares nas pernas ao caminhar ou ficar em pé; alcoolismo; gravidez; falência renal; lesões; anemia; nódulos; hipotireoidismo ou baixa função da glândula tireoide.

Em alguns casos, a cãibra também pode ocorrer por motivos desconhecidos.

Como diagnosticar a cãibra?

Cãibras musculares geralmente são inofensivas e não requerem atenção médica. No entanto, você deve consultar um médico se suas cãibras forem persistentes, não melhorarem com o alongamento ou persistirem por muito tempo. Isso poderia ser um sinal de uma condição médica subjacente.

Você pode precisar de exames complementares bioquímicos para verificar os níveis de potássio e cálcio no sangue, bem como a função renal e tireoidiana; além de testes de gravidez e eletromiografia (teste que observa a atividade muscular e verifica se há anormalidades musculares) ou a mielografia (ferramenta de imagem que cria uma imagem da sua medula espinhal).

É importante avisar o médico se você está sentindo fraqueza, dor ou perda de sensibilidade. Esses sintomas podem ser sinais de um distúrbio nervoso.

Como posso prevenir cãibras musculares?

• A primeira estratégia para evitar cãibras é aprender a respeitar o próprio corpo;

• O alongamento é a prevenção e o tratamento para quadros de cãibras, ele deve ser feito antes e após os exercícios. O alongamento passivo alivia as cãibras musculares ao invocar o reflexo de alongamento inverso. O alongamento de um músculo ativa o órgão tendinoso de Golgi que, por sua vez, inibe os motoneurônios na medula espinal, ocasionando relaxamento muscular;

• Aqueça antes de participar de esportes e exercícios. A falta de aquecimento pode resultar em tensão muscular e lesão;

• Não se exercite logo após comer, principalmente alimentos pesados. Reduza a ingestão de alimentos e bebidas que contenham cafeína, como café e chocolate;

• Muitos especialistas sugerem que a desidratação é uma das principais causas de espasmos musculares, por isso certifique-se de beber bastante líquido para evitar a desidratação. Seu corpo perde mais água quando fisicamente ativo, portanto, aumente sua ingestão de líquidos ao se exercitar. Invista em bebidas com eletrólitos e aumente sua ingestão de cálcio e potássio naturalmente bebendo leite e suco de laranja ou comendo bananas;

• Estudos sugerem que o magnésio, o zinco e as vitaminas B, D e E podem limitar a probabilidade de ter uma cãibra muscular — ou pelo menos aliviar a dor. Inclua frutas e verduras na dieta, estes alimentos são ricos em vitaminas e sais minerais;

• Converse com seu médico sobre tomar um suplemento vitamínico para garantir que seu corpo receba o suprimento necessário de nutrientes e minerais.

Fonte: UOL
Edição: C.S. 

0 comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

Nossos Programas