Vinho tinto não traz benefício pra quem está acima do peso

Pesquisas anteriores sugeriam que componentes ativos da bebida preveniam contra doenças do corações.

Tamanho da letra:
A
A
Link permanente:
   
Ele tem sido apontado como uma panaceia: para diabetes, demência, doenças cardíacas e até mesmo para a perda de audição, mas os benefícios milagrosos do vinho tinto não podem ser alcançados se o indivíduo é obeso, sugere uma nova pesquisa publicada no periódico ?Diabetes?. O resveratrol, composto ativo encontrado na casca da uva vermelha, é um antioxidante produzido pelas plantas para protegê-los de ambientes extremos e bloquear os efeitos da luz solar ultravioleta, as infecções e as mudanças de temperatura.

A pesquisa mostra que, apesar de estudos sugerindo que o resveratrol traz benefícios no tratamento de obesidade, diabetes, pressão alta e colesterol, ele não apresentou resultados em obesos.

O estudo, realizado pelo Hospital da Universidade de Aarhus, na Dinamarca, deu a 12 homens suplementos em altas doses da substância e a outros 12 homens um placebo durante quatro semanas. Os pesquisadores descobriram que houve uma diminuição insignificante na sensibilidade à insulina e nenhuma alteração na pressão arterial, colesterol e gasto energético de repouso.

Segundo os cientistas, a pesquisa contradiz estudos anteriores, mostrando que a vida de roedores de laboratório - incluindo o velho, gordo, e até mesmo ratos diabéticos - pode ser prorrogada por suplementar a dieta com o resveratrol.

Fonte: O Globo
Edição: F.C.
12.04.2013

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Seu comentário *