Taxa de fumantes cai no Brasil, mas 15% da população ainda mantém vício

A maior porcentagem de fumantes está em Rio Branco (20%), São Paulo (19,6%) e Porto Alegre (19,5%). Os menores índices estão em Salvador (8,3%) e São Luís (9,6%).

Tamanho da letra:
A
A
Link permanente:
   

A porcentagem de fumantes caiu de 16,2% para 15,1% nos últimos quatro anos, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Ministério da Saúde. Segundo o governo, o Brasil é um dos países com menor índice de tabagismo do mundo.


A maior redução aconteceu entre os homens. O índice de fumantes caiu de 20,2% para 17,9%. Entre as mulheres (parcela da população que fuma menos) o índice ficou estável em 12,7%. A pesquisa mostrou ainda que 22% da população é ex-fumante.

Os dados fazem parte da pesquisa Vigitel (Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico), levantamento telefônico feito no ano passado pelo Ministério e que ouviu 54.399 adultos de todas as capitais brasileiras.

A maior porcentagem de fumantes está em Rio Branco (20%), São Paulo (19,6%) e Porto Alegre (19,5%). Os menores índices estão em Salvador (8,3%) e São Luís (9,6%).

O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério, Jarbas Barbosa, destaca que o tabagismo, associado ao sedentarismo, maus hábitos alimentares e consumo em excesso de álcool são os principais fatores contribuintes para as chamadas ?doenças crônicas não transmissíveis?.

- Grande parte das doenças crônicas podem ser prevenidas, e esses quatro fatores evitados [tabagismo, obesidade, maus hábitos alimentares e alcoolismo] reduziriam número de mortes e doenças.

 

A.S.

27/04/2011

Comentários

Nenhum comentário cadastrado. Seja o primeiro!

Deixe seu comentário

Seu comentário *